Cozinhas

Adorei esta reportagem da Revista Viver Bem...

Então divido com vocês.

O lugar mais gostoso da casa

UM DOS AMBIENTES DA CASA  que mais tem passado por transformações, sem dúvida, é a cozinha. As mudanças, na verdade, dizem respeito a usos e costumes, e acompanham novos comportamentos. Tempos atrás, ela era um dos locais mais espaçosos, com direito a uma ampla mesa no centro, justamente porque era ali que se reunia a família – e ainda havia lugar para os amigos. Depois, as próprias famílias “encolheram”, e o costume de receber foi sendo deixado de lado em função do corre-corre diário. Ao mesmo tempo, iam surgindo imóveis com metragens cada vez mais enxutas, e cozinhas que mais pareciam um estreito corredor. Com isso, o local
das refeições passou a ser, na maioria das vezes, uma bancadinha grudada na parede com duas banquetas embaixo. Tempos modernos. E, então, uma nova mudança resgatou as pessoas para dentro de suas casas, e elas aos poucos puderam redescobrir o prazer de curtir seu espaço, e até mesmo de... cozinhar! Novos “chefs” surgiram, e as experiências gastronômicas viraram motivo para chamar os amigos. Daí a adotar o costume americano de integrar as cozinhas ao living foi um pulo. Assim, o espaço culinário hoje extrapola suas funções básicas e se alia à proposta decorativa da casa, adotando-se algumas vezes o mesmo piso da sala, numa linguagem única, além de metais, móveis, luminárias e objetos de puro design. Sem contar as coifas, cada vez mais possantes para tornar possível, de fato, a integração com as áreas sociais. O resultado de todas essas transformações você vê a seguir, em 10 projetos pautados por propostas atuais, revestimentos belos e práticos, mobiliário moderno, metais, objetos e equipamentos diferenciados e layouts racionais. Claro, tudo coroado com muito aconchego, exatamente como deve ser um dos locais mais queridos – e gostosos – da casa.

Projeto Ouriço Arquiteturaa – Beto Figueiredo e Luiz  Eduardo Almeida, 20 M²


Sente-se e fique à vontade
A cozinha da estilista Isabela Capeto é um ícone quando a proposta é reunir amigos e família em volta da mesa – ela é totalmente aberta para a sala de jantar, para que as duas áreas sejam, na verdade, uma só. para isso, a parede que fechava o espaço foi colocada abaixo. para unifi car ainda mais, o piso da sala de jantar foi substituído por outro, de peroba mica, e que agora cobre também o chão da cozinha. já o nobre piso antigo de réguas de peroba do campo foi aproveitado nas portas dos armários e na base das bancadas. Como aqui cada detalhe parece único, a parede junto da mesa exibe um exclusivo painel de azulejos com desenhos de ervas. Quem assina é a artista plástica Adriana Varejão. A ideia é ter um ambiente alegre, com pitadas de arte e cor, para que a turma fi que muito à vontade.

Bancadão em torno do chef da vez. É para sentar e ficar horas com família e amigos

Conceito: A cozinha aberta para a sala de jantar, junto da churrasqueira, logo ao lado na varanda, torna os três espaços bem integrados e prontos para dias de festa.
Boa Ideia: O tampo de madeira teca, além de ecologicamente correto, é usado para as refeições rápidas e para reunir os amigos ao redor do chef da vez.
Praticidade: As bancadas são de Corian®, material higiênico, não poroso e fácil de limpar, e que suporta altas temperaturas.
Espaço: A ilha de cocção facilita a movimentação do cozinheiro, que fica de frente para seus amigos e tem os equipamentos à mão.
Detalhes Charmosos: A base branca dos armários (Kitchens) deixa em destaque a madeira teca e, mais ainda, o vermelho que aparece aqui e ali – dos assentos das cadeiras Saarinen à charmosa batedeira.
Iluminação: Quatro minidicroicas instaladas no forro de gesso, três pendentes (modelo Aqua) e quatro halógenas sob o armário suspenso garantem luz sem sombras e bom equilíbrio entre as temperaturas (quente e fria) de iluminação.

A cozinha da vovó ficou moderninha – e continua uma delícia
Conceito: Os armários, com detalhes ripados, seguem a mesma proposta do restante da casa. A ideia é que a cozinha não seja um cômodo “especial”.
Boa Ideia: O desenho e a proposta remetem a aquelas cozinhas gostosas dos anos 50. A execução, porém, é moderna, com elementos sustentáveis e design contemporâneo.
Praticidade: A parede de drywall tem nichos, que servem de revisteiro, e painel para embutir a fiação da TV. Cozinha para vários momentos, mesmo.
Espaço: Para otimizar a área do apartamento, a lavanderia fica unida à cozinha, assim como a sala de jantar, transformada em copa. Como o conceito é de integração, funciona bem e dá um ar despojado para a casa.
Detalhes charmosos: Entre os hits do ambiente, a mesa Tulipa de Eero Saarinen e as cadeiras de Fernando Jaeger. Estas, bem estofadas e ergonômicas, são fundamentais para que a utilização do ambiente funcione como o planejado.
Iluminação: A luz difusa vem dos rasgos no forro de gesso com lâmpadas fluorescentes; outros pontos são focados sobre as bancadas, e o pendente dá um clima aconchegante à mesa. O projeto é de Maneco Quinderê.


Por Sérgio Austrakiene, 18 m2
Mickey Mouse surge no espaço em preto e branco – como se fosse um antigo desenho animado

Conceito: A cozinha temática tem o personagem da Disney como atração principal. Mas, atenção, ele aparece nos detalhes – o que dá um charme todo especial para a proposta, que pode ser feita com outros temas e personagens.

Boa Ideia: A parede da pia foi revestida com mosaico de pastilhas de vidro de 2 x 2 cm, em cores que lembram os trajes do Mickey.

Praticidade: O piso de porcelana parece simples demais? Hum, adivinha quem mais usará a cozinha do rato mais famoso do mundo? Crianças. Por isso, ele precisa ser durável e fácil de limpar.

Espaço: O branco dá sensação de amplitude, quebrada apenas pelo preto do granito (na bancada e parede do fogão), partes do armário e banqueta.

Detalhes Charmosos: Os acessórios licenciados pela Disney, como luva, tigelas e itens decorativos, dão ar lúdico à cozinha e reforçam a ideia divertida.

Iluminação: Plafonds de acrílico com lâmpadas fluorescentes estão na parte central do teto, percorrendo o local, retangular e estreito.



Do Escritório Nunes & Magalhães, 12 m2
Banho de charme em pouco espaço – com pia dentro do armário

CONCEITO: Como o espaço é bem pequeno, um loft de 46 m2, o piso em cimento queimado é o sinal que divide a sala, com taquinho, da cozinha, imediatamente ao lado.

BOA IDEIA: A bancada da pia fica camuflada no armário de portas corrediças. Bom para esconder a louça suja. Todo mundo esconde, né?

PRATICIDADE : Outro armário, ao lado do que recebe a pia, segue na mesma cor e abriga forno e frigobar.

DETALHES CHARMOSOS: A bancada do fogão, revestida em vidro temperado preto, está presa por uma estrutura de ferro apenas à parede lateral, como se flutuasse. Abaixo, o móvel verde cítrico dá ainda mais vida ao projeto.

ILUMINAÇÃO : Um plafond central distribui a luz de maneira uniforme, e um trilho com dois spots com lâmpadas dicroicas a direciona às áreas de trabalho.

ESPAÇO: Num local de medidas enxutas, o melhor mesmo é usar móveis feitos sob medida. No tamanho certo, eles deixam a circulação mais livre. A bancada embutida também ajuda.


Por Helena Bragatto/S.C.A, 15 m2
Acessórios coloridos e criativos dão vida a qualquer projeto. Quando ele tem tons neutros, mais ainda

CONCEITO: De frente para a sala de estar, a bancada gourmet com o cooktop acoplado delimita a área da cozinha, em tons claros e discretos.
BOA IDEIA: Para tomar o lugar de uma mesa de jantar, a bancada tem dimensões diferenciadas, mais largas.
PRATICIDADE : As gavetas são largas e profundas, e, de extração total, facilitam o acesso rápido aos utensílios guardados no fundo.
ESPAÇO: A bancada colocada já na área da sala de estar deixa a cozinha mais ampla. Além, claro, de criar intregração total dos ambientes.
DETALHES CHARMOSOS: O projeto em si é muito bom. Mas a grande sacada é mesmo “esquentar” e alegrar o espaço com os pratos coloridos e outras brincaderinhas, como as flores nas garrafinhas de uma edição especial da Coca-Cola. Ideias simples assim fazem toda a diferença, e deixam a vida mais gostosa.
ILUMINAÇÃO : Distribui-se em pontos embutidos no forro de gesso, junto das bancadas e dos armários, priorizando os setores de trabalho.

Por Bruno Rangel, 11,24M2
Leve e arejada – com descolados toques de design

CONCEITO: O ambiente mistura o clean dos armários em branco e perfis de alumínio com o calor da madeira ao natural das cadeiras e do painel
da parede, ao fundo, logo na entrada.

BOA IDEIA: No lugar de uma bancada ou de uma mesa tradicional, um tampo de vidro fica, de um lado, fixo à parede. No outro lado, vai até o piso. Sua transparência traz leveza – além de ser bem higiênico.

PRATICIDADE: O granito da bancada da pia se estende para a parede. Além de criativo e bonito, o recurso facilita a limpeza.

ESPAÇO: O cantinho junto da mesa está bem aproveitado. Sob ela, há um módulo com portas, usado como aparador, além das prateleiras, acima.

DETALHES CHARMOSOS: Charles e Ray Eames, 1946! Pronto, a decoração fica completa com as clássicas cadeiras dos designers.

ILUMINAÇÃO: Boa distribuição das luminárias fluorescentes ao longo da cozinha com pontos focados sobre as prateleiras e pendentes (Punto Casa).


Por Maurício Nóbrega, 36,85 m2
Amarelo na copa? Por que não? É o toque moderno que você queria
CONCEITO: Leve, atual e descontraído, o amarelo clarinho tem esse poder. Ainda mais quando aplicado num lugar inusitado, como a copa. Fica gostoso, não?

BOA IDEIA: No lugar de um janelão dividindo a cozinha da área de serviço, brises controlam a luminosidade, garantem mais privacidade e deixam o ar circular.

PRATICIDADE: No piso, placas de porcelanato polido, e, nas bancadas, granito preto: materiais duráveis e higiênicos. Espaço: A área ampla permite o layout em U, com armários de sobra ao redor. Se você tem esse espaço todo, aproveite. O recurso vale a pena.

DETALHES CHARMOSOS: Além dos lambris de madeira pintados com esmalte acetinado amarelo, peças bacanas, como o super-relógio de parede, o pendente André (La Lampe) e as cadeiras de design em preto, fazem toda a diferença em qualquer projeto.

ILUMINAÇÃO: Lâmpadas fluorescentes embutidas no teto e sob os armários suspensos fornecem luz do centro para as bancadas.



Do Escritório Nunes & Magalhães, 36m2
Na moda, a cozinha gourmet dá origem a boas ideias

CONCEITO: A ideia fundamental aqui é ter um canto de refeições aconchegante, bem próximo à bancada gourmet.
Aí, o vaivém de pratos acontece à vontade.

BOA IDEIA: Pufes no lugar de cadeiras ficam embutidos sob a mesa (em duas partes, repare) quando não estão em uso. E fotos da família decoram o painel de madeira. Quer criar um efeito de intimidade? Adote esse recurso.

PRATICIDADE : Barras de aço inox junto do fogão e na parede da pia concentram panelas e apetrechos, que ficam sempre à mão do cozinheiro.

ESPAÇO: É a bancada do fogão que divide a área de trabalho e a de refeições. Estratégia simples e eficiente.

DETALHES CHARMOSOS: No caso, “o” detalhe: vermelho! Combinado com a madeira, ele esquenta e aconchega. Ok, você vai se cansar dele. Mas essa é outra história...

ILUMINAÇÃO : Pontos de luz em nichos, na parede com espelho, na coifa. E pendentes. Pronto, projeto completo.

Comentários

  1. adorei teu blog, dá vontade de ficar horas, olhando cada postagem...entrei para ver a cortina romana e fiquei, fiquei admirando..PArabéns..

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Bjs

Káh Lima Romão

Postagens mais visitadas