quinta-feira, março 17, 2011


Marcelo Rosenbaum Design de produto e de superfície


Aplicação de papel de parede, desenvolvido por Rosenbaum a partir da referência visual de um elemento vazado
Experimentação leva à personalização de produtos industriais
Marcelo Rosenbaum assina inúmeros projetos arquitetônicos, mas atua também nas áreas de desenvolvimento de produto e design de superfície. Nestas, muitos trabalhos resultam de experimentos que realiza nos ambientes de sua autoria, de modo a serem estabelecidas parcerias entre a indústria e a pequena e personalizada escala produtiva. O resgate visual e material de técnicas artesanais brasileiras é um de seus motes criativos.
Em 2007, Marcelo Rosenbaum esteve às voltas com pesquisa feita em todo o Brasil, objetivando o resgate das diversas visualidades de locais com costumes tão distintos, como os extremos Nordeste e Sul do país. Nesse caminho, no Recife, 97517672, tradicional daquela região, que teve seu padrão visual empregado de forma experimental em espaços de uso temporário, sobretudo impresso em materiais para revestimento de paredes. A inovação rendeu frutos e é atualmente o argumento de uma linha de móveis e objetos - sofá, poltrona, mesas e louças - a ser lançada em breve pela Tok & Stok, assim como de uma série de painéis decorados, feitos com madefibra e produzidos em escala nacional pela Masisa.

Exemplo de aplicação da estampa Labirinto em painel de MDF

Estudo gráfico de objetos com o padrão Labirinto
O designer percorreu longo caminho desde as fotografias e croquis baseados no tecido rendado até o design de superfície industrial, pois a estrutura visual da renda não se adequava à demanda da grande escala produtiva, por suprimir-lhe o direcionamento vertical. A estampa Labirinto possuía certa estrutura orgânica, sugerindo o encadeamento entre galhos e folhas, o que se mostrava incompatível com o encaixe entre planos distintos quando utilizada em objetos. Em suma, não poderia sugerir nenhuma direção de aplicação. O desenvolvimento da estampa, então, ocorreu na Alemanha, em empresa que possui filial brasileira e produz o material decorativo que se une à superfície de MDF. Foi a primeira parceria da Schattdecor com um designer externo à sua equipe de criação de produtos.

Análise de cores da estampa

Estudo volumétrico de sofá a ser lançado pela Tok & Stok
Nesse processo, a unidade básica da Labirinto ganhou área quadrada, não direcional, e foi testada em uma série de combinações cromáticas: preto e branco, branco e preto, rosa envelhecido, verde e azul, aplicados como fundo e figura em meio ao seu desenho em forma de mosaico. Ao final, após serem realizados testes virtuais e físicos de aplicabilidade das composições, elegeu-se o fundo branco e a figura em preto para produção industrial. Sólon Cassal, gerente de desenvolvimento de produto da Masisa, relata que os padrões coloridos não corresponderam às expectativas da equipe do projeto e que, caso fosse possível tecnologicamente, teriam acolhido a opção de fundo preto e figura branca para os painéis de MDF.

Detalhe de papel de parede, desenvolvido por Rosenbaum

Padrão preto-e-branco da Labirinto, em tecido
Além do padrão e dos objetos da Labirinto, Rosenbaum atua como diretor de arte e designer associado a outras indústrias. Entre os projetos nessa área, destacam-se a consultoria para criação de cores e formas de utilização de pisos vinílicos, a elaboração de estampas para papéis de parede e de móveis modulares, todos em fase de desenvolvimento.

Primeira fase de testes da Labirinto, em evento paulista,
em 2007

Estampa Labirinto aplicada em painel de MDF

Exemplo de aplicação da estampa Labirinto em painel de MDF

Aplicação de papel de parede, desenvolvido por Rosenbaum a partir da referência visual de um elemento vazado
1

1 Comente Aqui:

Zi disse...

Adoro o trabalho dele e a expressividade dos adesivos pode mudar completamente um ambiente! Adorei o post! beijos Zí

Postar um comentário

Bjs

Káh Lima Romão

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Blogger templates