sábado, março 10, 2012


Cobogós (elementos vazados)

Quando eu vejo um destos lembro de casas antigas, românticas e cheios de zelo...
E não é que agora voltou a moda?

Procure no Google: Cobogós e você vai encontrar páginas e páginas...

Voltou tanto a moda, que agora é um dos temas mais falados da Feira Revestir...

ai ai ai, já estou suspirando por um... pena que a reforma da cozinha está na reta final, se não a divisão da lavanderia seria um cobogó com certeza...

Deixando o suspiro de lado...

Estes elementoss vazados eram originalmente feitos em concreto ou porcelana.

Porque cobogó?

Cobogó é o outro nome do elemento ou tijolo vazado. Seu nome vem das iniciais dos sobrenomes de três engenheiros: Amadeu Oliveira Coimbra, Ernest August Boeckmann e Antônio de is que registraram a patente e o nome em 1929. O cobogó é uma invenção pernambucana.

Eles são desenvolvidos em diversos desenhos e têm a função de deixar passar iluminação e ventilação para o ambiente, dando um toque de cor e estilo! As sombras projetadas no chão conferem uma atmosfera inusitada!
A grande novidade dos cobogós é que eles estão passando por uma fase de pesquisas na Universidade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP.  A arquiteta Bianca Carla Dantas está desenvolvendo blocos com pequenos desvios que diminuem a propagação do som no ambiente, mantendo a ventilação e iluminação!
Ou seja, teremos em breve espaços arejados, iluminados, e com conforto acústico!
“A entrada e saída de ar acontece em aberturas com posições diferentes, mudando sua direção e diminuindo o nível de intensidade sonora, que também é absorvida pelo material do bloco”, relata Bianca. “Ao mesmo tempo, o formato leva a uma sobreposição de ondas sonoras construtivas e destrutivas, e a inserção de material absorvente dentro do mesmo, que também atenuam o nível de ruído. Os elementos vazados podem ser colocados nas paredes, comporem fachadas inteiras, ou apenas uma abertura, e ainda adotados como divisórias. Além da argamassa de cimento e areia, eles costumam ser feitos em cerâmica, madeira ou vidro”, conta a arquiteta. “A ideia é utilizar materiais sustentáveis, como aglomerados de fibras vegetais, como as de coco ou de cana-de-açúcar”.














Fonte:
http://novitaambientes.wordpress.com/2010/08/26/cobogos/
http://www.casosdecasa.com.br/index.php/dicas-uteis/saiba-o-que-sao-os-cobogos-elemento-arquitetonico-100-nacional/

5

5 Comente Aqui:

Ranyele Oliveira disse...

Boa noite,

nem sabia que tinha este nome tão engraçado. Vc acredita que hj andando pela rua comentei com meu marido ao vê em uma casa que queria um deste pois achava tão lindo. Os amarelos em um banheiro grande fica lindo. Aqui onde eu moro tem casas bem antigas com cobogó são várias. E as novas estão aderindo de uma forma bem moderna.
Realmente são lindos e venho com tudo.

Amei mesmo.

Bjim

Lola disse...

Adoro todos estes cobogós! Ótimo post! Beijos
www.antonellaesuaboneca.blogspot.com

Karina Keiko disse...

lembrei daquele dia, nao sei se vc lembra...... em q conversamos que achavamos estes tijolinhos um charme..... amo... luz, retro...... lindo!

Anônimo disse...

oi moro em cuiaba quero saber onde consigo comprar esses cobogos.
obrigada
jaqueline_dudinha@hotmail.com

Anônimo disse...

www.elementov.com.br
São os mais bonitos Cobogós que ja vi....

Postar um comentário

Bjs

Káh Lima Romão

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Blogger templates